Cores e Normas de Capacetes na Construção Civil

Um capacete, ou casco, é um objeto que serve para proteger a cabeça contra impactos externos.
Basicamente tem como matéria prima o Polietileno de Alta Densidade na fabricação dos cascos e devem atender à NR 06 e à norma NBR – 8221 sob a égide da qual o Ministério do Trabalho emite o Certificado de Aprovação (C.A.) correspondente.

A escolha da cor do capacete que os funcionários utilizam é uma conveniência da empresa, que pode com as cores evidenciar o senso organizacional da companhia, diferenciando setores, chefias, operários, estagiários e visitantes.
Um conceito de cores bastante comum em canteiros da região Nordeste segue a seguinte associação:

  • Branco ou Cinza com 3 frisos: Engenheiros
  • Branco com friso único: Estagiários
  • Vermelho: Mestre de obras
  • Azul: Pedreiros
  • Verde: Serventes
  • Amarelo: Instalações Prediais

Essa listagem não é um padrão e sim uma repetição que vem se tornando rotineira, apesar de boatos e costumes nenhuma norma oficial  regimenta cores para diferentes setores ficando a cargo da organização definir como melhor lhe convir.

Em contrapartida a distância entre a face interna do casco e a parte externa dos cintos não deve, por norma, ser menor do que 6 mm, nem maior que 9 mm, quando a carneira (suspensão) estiver nos seus pontos de ajuste máximo e mínimo, respectivamente.

Untitled-1

A norma recomenda, ainda, que se utilize uma tira absorvente de suor, fabricada em material atóxico, de forma a cobrir a porção da suspensão que cobre a região da testa.

Uma suspensão deficiente ou rígida não amortece impactos, ou seja, pode permitir que toda a força do impacto no casco seja transmitida à coluna cervical.

Diego Mendes

facebooktwitter


Leave a Reply